Dicas Librelato

Qual a diferença entre bitrem e rodotrem?

08 May 21
2 min
01

Você sabe qual a diferença entre bitrem e rodotrem? Há características em comum, por isso não é fácil distingui-los. Clique aqui e saiba o que levar em conta!

Apesar de serem dois tipos de implementos rodoviários muito utilizados no transporte, muita gente não sabe apontar qual é a diferença entre bitrem e rodotrem.

Neste blog post, além de explicar as características de cada um, vamos mostrar também as suas especificidades para o transporte de cargas. Confira!

Qual é a diferença entre bitrem e rodotrem?

Características do bitrem

O bitrem é uma espécie de carreta, que tem a junção de dois modelos do tipo semi reboque unidos entre si. Um tipo de quinta roda (engate) no fundo do primeiro veículo é o que faz a união do conjunto. Todos os elementos são tracionados por um modelo de cavalo mecânico.

Ele pode ter até nove eixos, o que permite uma capacidade diferenciada de carga. Segundo a legislação brasileira, este modelo deve ter o comprimento máximo de 30 metros e peso de até 74 toneladas.

Para este tipo de veículo, exige-se que o cavalo mecânico seja 6x2 (trucado) para tracionar os dois semirreboques.

Características do rodotrem

Assim como o bitrem, o rodotrem também combina dois semirreboques, daí a dificuldade de identificar a diferença entre ambos. No entanto, em sua divisória, a parte da frente de um semirreboque apoia-se sobre o cavalo mecânico; e o segundo semirreboque usa a carreta dolly como apoio.

 

Caso haja outros semirreboques acoplado, todos usarão uma dolly para o apoio.

Devido à sua estrutura robusta, é necessária a Autorização Especial de Trânsito para rodar. Composta por um total de nove eixos, essa combinação pode ser tracionada apenas por um cavalo mecânico 6x4 (traçado).

Como escolher o implemento ideal para a sua necessidade?

Saber a diferença entre bitrem e rodotrem não é a única coisa que deve ser levada em consideração na escolha do implemento ideal. É importante ainda que outros fatores, como o custo de aquisição e o gênero da carga a ser transportado sejam identificados.

Você também deve pensar no tipo de serviço a ser prestado com o implemento e segmento que irá trabalhar. Por exemplo, a procura pelo frete feito por ele é grande? Que trajetos irá percorrer e quais as condições das rodovias?

Escolher um implemento que possui mais capacidade do que o necessário pode resultar em prejuízos, devido ao maior custo e autonomia dele em relação ao trabalho proposto.

A durabilidade e a resistência impactam bastante no valor de aquisição. Por isso, é preciso definir qual será a exigência do caminhão para evitar que haja gastos desnecessários ou a compra de algo que traga despesas no futuro.

Inclusive, a qualidade dos implementos faz a diferença na segurança e no desempenho.

Ao pesar cada item apresentado, você saberá qual é o modelo que mais se encaixa com a sua necessidade.

No site do Consórcio Librelato, você confere mais opções de implementos rodoviários. Com certeza, um deles irá atender às suas necessidades!

Por Consórcio Librelato
Somos uma empresa de consórcios que te ajuda a conquistar os implementos mais modernos com planos acessíveis e confiáveis.

Fique por dentro das nossas novidades